Incoerência é o Caralho...

Mulher coloca piercing,
faz tatuagem,
parto normal,
lipoescultura,
aplica botox na cara,
depila com pinça
ou com uma de tal cêra quente (quase fervendo),
faz aeróbica,
yoga e abdominal.

E ainda diz que não gosta de dar o cu porque dói ?
(Desconheço o Autor)


Será que algum homem poderia me explicar isso? Por que é difícil de entender sim, não é sindrome de H2O2 no cabelo que tenha afetado os meus neurônios.

Alguma mulher já teve um orgamos fazendo alguma dessas coisas??

Homems também colocam piercing, fazem tatuagem.

Alguns homens (não me venha dizer que o cara é viado!) fazem lipoescultura, tantos outros por vaidade aplicam botox para ficarem mais jovens, outros depilam com cera ou com pinça e ainda com gilete por serem atletas, principalmente da área de natação e ciclismo. Homens também fazem aeróbica, yoga, abdominal, levantam peso, fazem o escambal para serem "sarados".

A única grande diferença é que nós mulheres temos que aguentar uma mega-hiper-super-barriga por nove meses e darmos "a luz" a uma criança, seja da maneira que for, normal ou cesária, depois cuidarmos da criança, amamentar e ainda termos que aguentar a piadinha de certos carinhas, que estamos gordas, com os seios caídos.

Aí me vem um bonito e me manda um e-mail machista desse: E ainda diz que não gosta de dar o cu porque dói, queria saber por que vocês, homens, não vão dar o cu de vocês? Medo de gostar, seria a resposta correta? Dizem que o ponto G masculino se encontra na portinha do cu. Tive amigos (não vou citar nomes, porque eu seria uma mulher morta) que assumiram que adoram levar uma lambida lá! Dizem que é melhor do que o próprio orgasmo!

Eu admiro a mulher ou homem que dê o cu, sim, eu admiro e muito!

Experiências a parte! O cu é meu e dele só eu sei.
(Por Nika)

Publiquei esse texto num outro blog, acho que em 2006 e foi uma postagem que deu o que falar, até aula de anatomia anal e de como comer um cu, rendeu! Então para o post ficar completo, vou colocar as dicas/aula e afins por aqui em baixo.

"Aula de Antomia Anal"

1. Psicologia:
- A maioria das mulheres têm um tabu muito grande com relação ao sexo anal, independente de seus motivos (higiene, medo, religião, etc), portanto alguns cuidados devem ser tomados e o primeiro, obviamente, é uma pesquisa, em conversas prévias (muito anteriores ao ato, diga-se de passagem), para saber como ela se sente com relação ao assunto.
- Se a questão for higiene, existem as famosas "chucas", que é um método caseiro de lavagem intestinal e consiste na introdução da mangueira do chuveirinho do chuveiro (sem o chuveirinho da ponta, porra!) no ânus. Ligue a água e aguarde o preenchimento do intestino. Após isso, esvaziá-lo no vaso. Repetir a operação até a limpeza completa (sentiu nojo? Então nem tente o sexo anal. Ele não é pra vc!)
- Se for medo (da dor ou de ter hemorróidas ao longo do tempo), saiba que sempre existirá uma posição ou forma de penetração que não trará dor. Compete ao casal descobrí-lo. Quanto às hemorróidas, elas só aparecerão se o sexo for feito com muita brutalidade, causando dor, desconforto e até sangramento anal e se isso for repetido com grande frequência.
- Sobre a religiosidade de cada um, não vou nem discutir. Esse é o tipo de coisa que não se discute. Apenas se aceita. E viva a diversidade!
- Preconceitos de ordem social (as mulheres se acham vadias ou os homens acham que se tornarão automaticamente homossexuais, caso permitam a inversão de papéis, por exemplo). Bem... não sou psicóloga e não vou fazer a cabeça de ninguém nesse sentido. Mas, como bruxa wiccana e diânica, para mim todos os atos de amor e prazer, são atos da Deusa. Portanto, esse papo de me tornar vadia se permitir o coito anal não funciona comigo. Qto à inversão de papéis, acredito que dentro de 4 paredes tudo é válido e, afinal de contas, dá um prazer do caralho (eu sei, o trocadilho é infeliz!), mais até para os homens, do que para as mulheres, por causa da presença da próstata. Mas é escolha pessoal de cada um, decidir o que é válido para sua própria vida e isso inclui também os preconceitos.

2. Qto ao ato em si:
- Para iniciar o sexo anal, principalmente nas mulheres, é necessário preliminares bem feitas, para que ela fique bem lubrificada e disposta a qualquer variação sexual. É claro que tem aquelas que já nascem dispostas pra isso e aí já facilita... hehehe. Mas o ideal é que ela esteja tão lubrificada que não seja sequer necessário o uso de KY ou outro gel lubrificante para iniciar o sexo anal. O ideal é que o homem lubrifique o pênis nos próprios fluídos da mulher e dispense o uso desses produtos. Portanto, haja preliminares!
- As áreas erógenas ao redor do ânus podem ser trabalhadas pra facilitar a lubrificação natural, como por exemplo, parte interna das coxas, virilhas, períneo, a entrada do ânus e a própria genitália feminina, é óbvio (nada como uma espetacular chupada antes do "pau dentro"!). As áreas masculinas são praticamente as mesmas, com dois adendos: a linha, que vai do períneo, passando pelo saco escrotal, até a base do pênis e os testículos. Tente massagear os testículos dentro da boca (devagar... a não ser que você e seu parceiro sejam sado masoquistas, não é dor o que você intensiona!). Pode ser intercalando entre um e outro ou os dois ao mesmo tempo (se forem pequenos o suficiente ou sua boca for grande o bastante para isso!). A massagem é suave, feita com a língua, com o testículo encaixado dentro da boca e não do lado de fora. Para isso, chupe o testículo, puxando-o para dentro da boca. Pare imediatamente, se sentir que seu parceiro não está confortavel com isso ou se está sentindo dor. Passe para outra coisa.
- As posições para a prática anal são basicamente as mesmas para o sexo vaginal. Basta encontrar a que mais lhe dá conforto, tanto em termos físicos (tem posições que dão dor nas costas, cãimbras nas pernas, etc), quanto ao coito em si. Ao que parece (se eu entendi as explicações dos médicos direito), dependendo da formação e posicionamento da pélvis e do útero, algumas posições podem sim, provocar dor. A questão dos esfíncteres também é importante. Têm mulheres que acreditam e gostam da técnica do "susto", que consiste em "cutucar" o ânus com o pênis, que se contrairá, para logo a seguir relaxar, permitindo a introdução. Em outros casos, é mais fácil introduzir devagarinho (muuuito devagarinho), milímetro a milímetro, até estar inteiro dentro. E ainda há as que é necessário introduzir um pouquinho, retirar, depois introduzir mais um pouco, retirar, até que se consiga enfiar tudo, dando um breve espaço de tempo entre uma investida e outra (alguns segundos). Veja bem... o devagar é importante, principalmente para marinheiras/os de primeira viagem ou parceiros que normalmente sintam dor nos esfíncteres, por serem muito apertados ou não ter dilatação anal o suficiente. É claro que, como já dito antes, tem os que gostam que o parceiro já chegue rasgando tudo. É de cada um e tudo precisa ser conversado.
Após o problema da dor da "entrada" ter sido vencido, vem a questão da posição. É importante saber da parceira iniciante se, após a certeza de que a dor não é em função da entrada mal realizada, o bater do pênis no útero ou na cérvix são os causadores da dor. Nesse caso, mude de posição, até achar uma em que isso não ocorra. As 4 mais comuns são: de 4, de lado, a mulher por cima ou o famoso "frango assado", em que a mulher fica deitada, de costas na cama, com as pernas abertas, posicionadas e sustentadas sobre os ombros do parceiro (os joelhos da mulher estarão próximos às orelhas do homem).
- Para os homens, é um pouco mais simples. Vencidos os preconceitos, feitas as preliminares e a introdução adequada, a massagem do músculo que antecede a próstata ou a própria próstata traz um prazer imenso e uma ereção e rigidez fantásticas! E, se a parceira/parceiro se propõe a pagar um maravilhoso boquete enquanto traz prazer anal ao parceiro acaba, invariavelmente, culminando em um orgasmo assustador! Dica: retire os dedos ou o vibrador que estiver usando, devagar, antes do parceiro terminar de gozar. Manter o objeto utilizado dentro do ânus após o gozo do parceiro lhes traz desconforto, por causa da contração dos esfíncteres durante o orgasmo. Não posso dizer se o mesmo ocorre com os homossexuais. Nunca transei com nenhum.
Por Melody Horta (grande amiga).



Bem, quem tiver dúvidas, pode colocar aí nos comentários, mando para a professora.

5 comentários:

NowaY 6 de abril de 2009 20:54  

Prima! Que aula! Acho que vou por isso em prática um dia. Bjús!

Márcia(clarinha) 7 de abril de 2009 07:59  

Uau!
Aula completinha, detalhada e com respostas para não deixar ninguém com duvidas e tudo isso grátis, rsss
Muito boa explicação, boa postagem.

Lindo dia flor
beijos

Persona 7 de abril de 2009 21:39  

Morri... de rir! Não vou me apronfundar (ui) muito no assunto, mas quero roubar o post pro calcinhas no box... posso?

Amiga do Cafa 8 de abril de 2009 07:26  

Francamente...rsrrs
Eu tenho um amigo GAY que diz que dar o CU é bom pq o prazer do homem está na próstrata. Coisa que nós, mulheres, não temos.
Agora, esse negócio de homem que gosta de comer cu...eu tenho lá minhas dúvidas....se come cu de mulher, come de homem também.
Cada uma....veja se eu lá sou obrigada a dar o meu. É meu e eu dou se eu quiser...
Valeu o post.
Valeu também pela visita. Gostei.
Beijão !

fabi 23 de setembro de 2009 16:41  

Gostei da explicaçao terica , que com certeza é muito util, para fazer com segurança e consiencia. Mas bom mesmo é na pratica , eu ja pratico ha uns tres anos , no inicio usava ky, mas agora na maioria das vezes nem é necessario pq a lubrificaçao e tanta tamanho o tesao que proporciona que so de pensar que vou ter ele todinho no meu cu ja fico doida e toda lambuzada, nao sei se é so os homens que tem o ponto g no anus nao pq gosto muito de dar a vagina ,na verdade pra mimtem que ser completo começar com umas belas chupadas em ambos os parceiros ,umas boas bombadas na vagina (e termina porque nunca se deve tirar o penis do anus e introduzir na vagina novamente), portanto é por isso que o melhor da festa fica por ultimo é imcoparavel, nao tem nada igual, nunca gozei melhor do que com um pau no meu anus.Mas vc precisa ter muito tesao pela pessoa e uma boa sintonia , senao nao vai valer a pena! sendo assim eu recomendo

Postar um comentário

  © DO MUITO E DO POUCO

Design by Emporium Digital