Aprovada Lei Anti-Tabagista em São Paulo

(foto: desconheço)


E os comerciantes de Bares/restaurantes preveem queda de zovimento e fechamento dos estabelecimentos? Diz matéria veiculada no site da Globo.com (Clique aqui para ler na íntegra)


Uma situação difícil, não é? O Garçon abordar um cliente teimoso e embriagado para pedir para apagar o cigarro ou pedi-lo pra se retirar do estabelecimento?


Sou ex-fumante (larguei o vício a 3 meses e nunca mais coloquei um cigarro na boca), mas na época em que a lei saiu aqui em Brasília, não fui contra e nem a favor, penso da seguinte maneira, do mesmo jeito que o não-fumante merece respeito, o fumante também. Concordo em não fumar em ambientes fechados, mas em bares, que pelo menos em Brasília, 99,9% dos estabelecimentos, as mesas encontram-se em locais abertos e com boa ventilação, a lei não pegou.


Frequentadora assídua de um bar próximo a minha casa, perguntei na época, para os Garçons, como eles reagiriam se um cliente assíduo e fumante desrespeitasse a lei e a resposta foi unânime: “Nada! Correr o risco de um cliente assíduo deixar de vir ao bar? E correr o risco de um cliente embriagado e estressadinho apelar e acarretar uma briga? Não faremos nada!”.


Aqui a lei não pegou. Em bares, ainda se fuma, em locais abertos e de boa ventilação, algumas boates, como o Gates Pub, há muito tempo existe o famoso Fumódromo (que bom brasiliense ou morador de Brasília que já freqüentou o Gates, não fez boas amizades no Fumódromo?).


Talvez seja o fato de ambientalização e costume, não acredito, nem com a história da lei seca, que o consumo de bebidas diminuiu, talvez no começo, mas logo o povo voltou a beber da mesma maneira. Em relação a lei anti-fumo, talvez no começo surja efeito, mesmo que passem a carteira de cigarro para R$ 10,00, passado algum tempo, pode-se voltar ao normal!


Não vou dizer que nunca me senti incomodada por estar fumando perto de um não-fumante, porque me senti sim, algumas vezes, mas em locais abertos nunca. Não controlo o vento, não controlava a fumaça do meu cigarro e o não-fumante que tirasse o seu precioso e lindo narizinho da minha fumaça.


Hoje como ex-fumante, não me importo com os meus amigos ou pessoas fumantes do meu lado. Só digo uma coisa: meu paladar e meu olfato estão extremamente apurados, sinto cheiro de tudo e me incomoda chegar em casa de uma boa farra com os amigos fedendo a cigarro. Aí eu penso: “Caralho! Eu fedia assim antes!”. Mas não é por esse fato que eu vou encher os pacovás deles e ser a favor de um lei que fere um dos princípios da constituição federal. Porque se o lugar for aberto e permitir o fumo, se eu não estiver a fim, eu que não vá!

No Ipod: É proibido fumar - Skank

4 comentários:

Carol Godoi 8 de abril de 2009 12:15  

Oi Nika, tudo bom? Legal abordar esse assunto!
Acho q a lei não resolve nada pois existem fumantes bem sem educação e desagradáveis que não respeitam ninguém só porque são viciados e acham q por isso o fazem por necessidade e não por decidirem fazer. só q como uma pessoa q detesta o fumo e a fumaça, acho q tenho direito de não ficar fedendo nem ser fumante passiva mesmo em ambientes abertos. é difícil falar em direito de fumantes já q por excelência eles, para fumar, sempre invadem o espaço e a narina dos outros. acho q realmente o melhor é aumentar bem o preço e fazer espaços próprios - fechados -só para fumantes e ponto final.

Vevé 9 de abril de 2009 18:53  

Retribuindo a visita!!!
Não é um abajur, é uma proteção pra ela não lamber um ferimento nas costas.
Olha quem fuma não gosta de fumaça, e respeitar o direito alheio é fundamental para uma 'convivência pacífica' seja em lugares fechados ou abertos.
bjo.

deleyga 11 de abril de 2009 09:16  

Na verdade o fundamental é respeitar os direitos alheios p'ra que haja uma boa convivência. Hoje em dia os maiores problemas são por conta disso: falta de respeito.

Obrigada pela visita...

Boa Páscoa!

beijosss

TH 13 de abril de 2009 14:54  

NIka, não sabia que vc tinha um blog...Gostei muito, muito legal mesmo...O meu tem um estilo bem diferente, uso para colocar meus textos, mais estilo "biblioteca das moças". Qdo tiver tempo, se tiver curiosidade, passe lá: http://luardeareia.blogspot.com e tem , tambem, o cartasaoluar - todo o resto do endereço é igual - que é o projeto de um livro. beijos

Postar um comentário

  © DO MUITO E DO POUCO

Design by Emporium Digital