Arriscar-se


Se você escolhe não se arriscar para nunca se decepcionar,
Você está fadado a viver uma vividinha bem mais ou menos.


Agora tenho certeza que você escolheu não se arriscar. Cansei de sonhar sozinha, de amar e não ser correspondida e como você disse uma vez, nós escolhemos o nosso próprio caminho e eu, escolhi o meu. Nesse novo caminho, você não está e nem estará presente e de certa forma agradeço por você não estar nele, assim poderei viver. Escolhi a dor da perda, com o coração aos gritos e prantos, escolhi pela minha sanidade, integridade e felicidade. Continuar no  'talvez', na incerteza de um convite para poder tocar sua pele, ter meus lábios no seus e seus olhos sobre mim, não era mais sensato.

Arrisquei-me, joguei as cartas e deixei com que acontecesse, mas esqueci que  não poderia arriscar sozinha, precisava de uma mão que me apoiasse, a sua mão, mas não a tive, arrisquei e sofri, não me arrependo, porque me dei a chance, uma chance de sentir novamente o que não sentia a anos e sinto-me feliz por ter arriscado. E triste por não ter conseguido fazer o mesmo por você, ter feito acreditar, ter coragem de se arriscar e sentir. Obrigada por ter feito parte do meu caminho, infelizmente, você não está mais presente nele.

Escolho hoje, arriscar-me numa nova vida, escolho amar, ter, conhecer, sentir, gostar e ser correspondida. E felizmente, você não faz parte dessa escolha!

No Ipod: 

1 comentários:

Will 27 de março de 2011 18:34  

Oi Nikiritita,
Seus rabiscos me fazem tão bem. Não faz ideia.
Abç

Postar um comentário

  © DO MUITO E DO POUCO

Design by Emporium Digital