Desejos




Preciso escrever, mas onde foram as palavras? A culpa? É sua, me roubou as palavras e não contente, resolveu levar pontos, vírgulas, travessões, deixando-me só com desejo.

Despertou sutilmente, relembrando uma noite louca, uma mão na minha nuca, segurando os meus cabelos e sussurando besteiras ao meu ouvido: "Ah! Se te pego!".

Pronto, aquela noite veio a tona, agora, desejo sua boca, suas mãos, seu toque, sua respiração e seu tesão. Desejo você nu no meu corpo em chamas, me possuindo de quatro, segurando forte a minha cintura. Desejo sua língua percorrendo pelos meus seios até o meu sexo. Desejo que você me domine e que eu seja sua. Desejo o seu sexo teso entre meus lábios. Desejo, ardentemente, sentir você ofegante com seu corpo sobre o meu corpo e olhos nos olhos depois da sincronicidade do nosso orgasmo.

E agora? Rouba o resto que deixou em mim.

No Ipod:

1 comentários:

Ana Marques 30 de março de 2010 09:01  

uiiiiiiiiiiiii

rs

ficou massa!

Postar um comentário

  © DO MUITO E DO POUCO

Design by Emporium Digital